Convidados

CONVIDADOS

Ana Míriam Wuensch

  • Possui Graduação em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria (1985) e Mestrado em Filosofia Politica pela Universidade Federal de Goiás (1999). Atualmente é professora assistente da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em fenomenologia e existencialismo, e filosofia prática (ética, política, estética e educação), atuando principalmente nos seguintes temas: didática da filosofia, filosofia para crianças no Brasil, filosofia e gênero, filosofia na bioética. Investiga a contribuição de pensadoras para uma compreensão da condição da mulher, tais como Hannah Arendt, Simone de Beauvoir, María Zambrano, Christine de Pizan, Nísia Floresta, Angela Davis, bell hooks, entre outras. Coordenadora do Pró-Memória das Filósofas.

 

Alex Sandro Calheiros de Moura

  • Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2002) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2009). Atualmente é adjunto 2 da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em História da Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema italiano, realismo, neorrealismo, crítica e filosofia política.

 

Alexandre Hahn

  • Doutor em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP (2010), Mestre em Filosofia pela UNICAMP (2005) e Bacharel em Filosofia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE (2002). Realizou, entre 2007 e 2008, Estágio de Doutorado (Sandwich) na Humboldt Universität zu Berlin (com bolsa CAPES/DAAD), sob orientação do Prof. Dr. Volker Gerhardt. É Professor Adjunto da Universidade de Brasília – UnB. Foi professor da Universidade Federal do Pará – UFPA, entre 2009 e 2017 (de 2011 a 2017, esteve licenciado, exercendo as atividades docentes na UnB). É membro da Sociedade Kant Brasileira – Seção Campinas, a qual também está vinculado como membro do Grupo de Pesquisa (do CNPq) e Grupo de Trabalho – GT (da ANPOF) “Criticismo e Semântica”. Além disso, é membro do grupo de pesquisa “Kant e o Kantismo” da UFPA. Atua na área de Filosofia Moderna, com ênfase em Ética, Epistemologia e Metafísica, e se interessa por temas relacionados à filosofia kantiana. Desde 2013, é editor da “Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea”, vinculada ao Departamento de Filosofia da UnB. Professor permanente do Programa de Pós-graduação em Filosofia (PPGFIL) da UnB. Coordena o grupo de estudos de Kant, às sextas-feiras – 09:00 às 11:30.

Aline Matos da Rocha

  • Mestranda em Filosofia na Universidade Federal de Goiás – UFG. Graduada em Filosofia com habilitação em licenciatura e bacharel pela Universidade de Brasília – UnB (2015). Realiza estudo e pesquisa em filosofia, com ênfase no seguinte tema: filosofia africana, as interfaces entre o pensamento da Oyèrónké Oyěwùmí e Michel Foucault. Áreas de interesse: Filosofia Africana e Afrodiaspórica, Ética, Filosofia Política, Filosofia da Linguagem, Ensino de Filosofia, Relações Raciais, Gênero, Discurso e Feminismos.

 

Benedetta Bisol

  • Possui laurea em Filosofia (Università degli Studi di Padova, Itália – 1998), doutorado em Filosofia (Ludwig-Maximilians-Universität München, Alemanha, 2008) e habilitação para a docência de filosofia moral (abilitazione scientifica nazionale, Itália – 2014). Tem experiência na área de filosofia (filosofia moral e política, bioética e ética da tecnologia). Atualmente é bolsista de pós-doutorado (programa CAPES) no Departamento de Filosofia da UnB. A sua pesquisa atual foca no nexo entre política e educação, abordando a questão do reconhecimento como problema da construção (e descostrução) do imaginário cultural, político e social, assim como elemento constituinte dos conflitos e das lutas ligados aos processos de reconhecimento no plano institucional e social. Do ponto de histórico-filosófico, a pesquisa envolve a conceituação moderna da imagem, da imaginação e do imaginário (com referência a autores como Giordano Bruno, Galileu Galilei, René Descartes, Giambattista Vico e Johann G. Fichte), o pensamento utópico e as suas críticas, assim como o debate moderno e contemporâneo sobre reconhecimento, formação e educação. No contexto das atividade do recém-constituído grupo de trabalho “Imaginário e território” (FIL-UnB), em colaboração com PIBID FIL UnB e o pesquisador Dr. Luca Mori (universidade de Pisa, Itália), está trabalhando no planejamento de um ciclo de oficinas, intitulado “A quem pertence a cidade?”, a ser realizado em escolas do Ensino Médio do DF. A atividade visa, no seu plano geral, tanto contribuir à discussão sobre a função da filosofia para a formação dos jovens, como produzir materiais didáticos, destinados principalmente aos docentes de à filosofia do Ensino Médio, constituindo-se, ao mesmo tempo, como a primeira etapa de um estudo sobre o imaginário territorial dos jovens brasileiros.

 

Claudio Araujo Reis

  • Possui graduação em Filosofia pela Universidade de Brasília (1988), graduação em Comunicação Social pela Universidade de Brasília (1986), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992) e doutorado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (1997). Atualmente é Consultor Legislativo no Senado Federal e professor adjunto da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética e Filosofia Política.

 

Erick Calheiros de Lima

  • Possui graduação (1998), mestrado (2002), doutorado (2006) e pós-doutorado (2008) em Filosofia pela UNICAMP e pela Universidade de Chicago, tendo realizado, como mestrando e doutorando, estágios de pesquisa em universidades e institutos na Alemanha. Foi professor adjunto da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e pesquisador colaborador da UNICAMP. ATUALMENTE É PROFESSOR ADJUNTO II (DE) no DEPARTAMENTO de FILOSOFIA DA UNIVERSIDADE de BRASÍLIA (UnB). O trabalho de pesquisa enfatiza interfaces entre a filosofia social e a teoria das ciências humanas. O projeto em andamento gira em torno da retomada de elementos da teoria hegeliana da eticidade (1802-1821) em contextos contemporâneos de discussão, em especial no pensamento de Jürgen Habermas e Axel Honneth. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética, Filosofia Política, Filosofia do Direito e História da Filosofia moderna e contemporânea. Principais interesses: antecedentes e legado da filosofia kantiana; relação entre Kant e o contratualismo, especialmente Hobbes e Rousseau; aspectos epistemológicos e ético-políticos do debate alemão pós-kantiano; filosofia teórica e prática de J. G. Fichte; evolução do projeto hegeliano; eticidade e direito em Hegel e a crítica ao contratualismo; Hegel e as teorias contemporâneas da justiça; intersubjetividade em um registro “pós-metafísico”; questões acerca da Tradição Dialética (Platão, Hegel, Marx e Adorno); pragmatismo, epistemologia e linguagem; reformulação do paradigma crítico de racionalidade no pensamento pós-hegeliano.

 

Georgia Christ Sarris

  • Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (2000) e mestrado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (2005). Atualmente é professora – Faculdades de Campinas. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia do Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão do trabalho, sofrimento social e globalização financeira.

 

Gilberto Tedéia

  • Professor Adjunto II no Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília, na área de Filosofia Política, docente nos cursos de graduação e pós-graduação deste departamento, atua nas seguintes áreas de interesse: filosofia contemporânea, filosofia política, história da filosofia, introdução à prática filosófica. Bacharel, licenciado, mestre e doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo (FFLCH-USP, 1990-2011). Bacharel em Ciências Políticas e Sociais pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo (ESP, 1987), Bacharel em Direito pela Universidade de Mogi das Cruzes (1983). Sua experiência na área de Filosofia tem ênfase em sobretudo nos seguintes temas: Estado, violência e democracia, democracia e estado de exceção, filosofia política contemporânea, história da filosofia contemporânea, de Hegel a Marx em seus legados e leitores.  É um dos coordenadores do grupo de estudos de Ética e Filosofia Política, às sextas-feiras das 16:00 – 18:00.

Giovanni Zanotti

  • Possui graduação em Filosofia – Universitá di Pisa (2008), graduação em Corso ordinario – Classe di Lettere e Filosofia – Scuola Normale Superiore (2010), mestrado em Filosofia e Forme del Sapere – Universitá di Pisa (2010) e doutorado em Discipline Filosofiche – Universitá di Pisa (2016). Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Metafísica, Teoria do Conhecimento, Filosofia Política. Atualmente é pós-doutorando em Filosofia na Universidade de Brasília.

Marcos Aurélio Fernandes

  • Possui graduação em Filosofia pela Universidade São Francisco (1991), Mestrado em Filosofia pelo Pontifício Ateneu Antonianum (2000) e Doutorado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Antonianum (2003). É professor adjunto da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Fenomenologia, Filosofia Medieval, Filosofia da Religião e Filosofia da Educação. É autor do livro “À Clareira do Ser: Da Fenomenologia da Intencionalidade à Abertura da Existência (Daimon Editora, Teresópolis-RJ, 2011), e dos capítulos “Do cuidado da fenomenologia à fenomenologia do cuidado”, no livro, organizado por Adão José Peixoto e Adriano Furtado Holanda, “Fenomenologia do cuidado e do cuidar: perspectivas multidisciplinares” (Curitiba: Juruá, 2011); e “Skholé: o sentido fundante da escola”, no livro organizado por Ildeu Moreira Coêlho, “Escritos sobre o sentido da escola” (Campinas-SP: Mercado das Letras, 2012). Coordena o grupo de leitura de “Ser e Tempo”, de Heidegger, às terças-feiras das 19:00 – 20:45.

Maria Cecília Pedreira de Almeida

  • Professora de Ética e Filosofia Política da Universidade de Brasília, é pós-doutoranda pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), possui mestrado (2006) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2012), graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2002) e graduação em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo (1998). Tem experiência na área de direito e de filosofia e atua como pesquisadora da história da filosofia política investigando sobretudo as noções de tolerância e direitos humanos na modernidade. É uma das coordenadores do grupo de estudos de Ética e Filosofia Política, às sextas-feiras das 16:00 – 18:00.

Priscila Rossinetti Rufinoni

  • Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2002) e em Artes pela Unicamp (1991), mestrado em Artes pela Universidade de São Paulo (2000) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2007). Atuou como professora convidada na Universidade Cruzeiro do Sul e na Fundação Armando Álvares Penteado. Foi professora substituta da UFG na área de Teoria da Arte. Atualmente é professora da UnB. Tem experiência nas áreas de Filosofia e Artes, atuando principalmente nas seguintes áreas: Filosofia da Arte, Estética, Ética e Modernidade.

 

Silvia Viana Rodrigues

  • Possui graduação em Ciências sociais pela Faculdade de filosofia letras e ciências humanas da USP (2001), mestrado em sociologia pela Faculdade de filosofia letras e ciências humanas da USP (2006) e doutorado em sociologia pela Faculdade de filosofia letras e ciências humanas da USP (2011). Tem experiência nas áreas de Sociologia, Crítica Cultural e Filosofia, com ênfase em Teoria Crítica Contemporânea, Teoria Sociológica e Sociologia da Cultura, atuando principalmente nos seguintes temas: ideologia, indústria cultural, consumo, trabalho e subjetividade. Atualmente, é professora de sociologia da Fundação Getúlio Vargas (EAESP/FGV).

 

Silvio Gabriel Serrano Nunes

  • Bacharel (2007), Licenciado (2009), Mestre (2011) e Doutor (2017) em FILOSOFIA pela Universidade de São Paulo (USP) com bolsa outorgada pelo Programa Institucional de Bolsas de Doutorado Sanduíche no Exterior – PDSE / CAPES para estágio na UNIVERSITÉ PARIS 1 PANTHÉON – SORBONNE sob a supervisão do Professor Doutor Bertrand Binoche para o período de Maio a Dezembro de 2015. Bacharel em DIREITO pela Pontifícia Universidade de São Paulo (PUC-SP / 2003), Advogado (2004) e Especialista em DIREITO ADMINISTRATIVO pela Faculdade Autônoma de Direito de São Paulo (FADISP / 2008). Atua nas áreas de FILOSOFIA POLÍTICA e DIREITO PÚBLICO com ênfase em ÉTICA, POLÍTICA, DIREITO CONSTITUCIONAL e DIREITO ADMINISTRATIVO. Pesquisa a questão do DIREITO DE RESISTÊNCIA e a REFORMA PROTESTANTE, com ênfase na tradição do CONSTITUCIONALISMO CALVINISTA e seu legado em institutos contemporâneos de Direito Público como o CONTROLE JURISDICIONAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, o CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE DAS LEIS e o conceito de LEIS FUNDAMENTAIS. Outro ponto relevante na pesquisa consiste na análise das QUESTÕES SOBRE A PARTICIPAÇÃO DAS MULHERES NO PODER POLÍTICO, uma discussão frequente nos tratados políticos dos calvinistas no século XVI. Professor de Direito Constitucional e de Direito Administrativo na Universidade Nove de Julho.

 

Anúncios